Diário do Underground

Jogatina semanal em São Paulo-SP

Archive for março 2009

3:16 Carnificina nas Estrelas – diário de um trooper

with 2 comments

“Conheça o cosmo” eles diziam, grande merda, eu não saio da nave nunca, meu trabalho é ficar acompanhando as câmeras de soldados e catalogando filmes. A parte boa é não colocar minha vida em risco, a ruim é ficar vendo as malditas transmissões sem poder participar.

O escolhido da vez: soldado Carson, da equipe do sargento Jared. Campanha de Goya, planetinha metido cheio de florestas e com uns símios como “ferozes e perigosos alienígenas, verdadeiras ameaças a Terra”. Ia demorar muuuuuuuito tempo para esse bando de macacos conseguirem colocar algo em órbita desse planeta perdido no meio do nada, imagina o que eles teriam que fazer para chegar na Terra e ser algum tipo de ameaça para o planeta? Mas estou divagando novamente, estou aqui pra cumprir ordens e realizar meu trabalho, não para pensar.

Os caras foram catapultados para o planeta e cairam no meio da selva, o tal sgto. Jared já começou a berrar com todo mundo (devem ensinar isso na escola de sargentos, coisa estúpida) e para variar os toupeiras do time foram na frente.

Logo de cara os caras passaram batido para sinais de vida inteligente, mas como a regra é “se se mover, atire e só pare de atirar quando parar de se mover”, talvez não não haja necessidade de investigar nada mesmo.

Logo depois veio o primeiro encontro com os nativos e os macaquinhos levaram a pior, algo completamente previsível já que eles estavam armados com paus, pedras e umas coisas que pareciam boleadeiras, contra armaduras de combate, armas de energia e rifles de projéteis.

O segundo e terceiro encontros foram um pouco mais emocionantes, os macacos surgiram do nada e armaram uma emboscada e conseguiram assustar e ferir alguns dos soldados, eles estavam armados com umas pedras que explodiam ou algo assim, no video não deu para entender direito, mas foi muito legal quando um dos soldados atirou e detonou uma dessas pedras na mão de um dos alienígenas levando os outros que estavam a sua volta junto para o paraíso dos macaquinhos.

Digno de nota no segundo encontro: o grupo foi surpreendido enquanto as sentinelas jogava cartas, e quando as coisas se acalmaram o sargento pentelho fez um dos guardas comer o coração de um dos macaquinhos cru, e o cara comeu!!!! Eu não serviria mesmo para isso.

No último encontro o grupo foi cercado ao amanhecer, de novo os aliens surgiram do nada (e dessa vez nossos bravos homens estavam prestando atenção), e logo no começo do combate pareciam muitos alienígenas. Mas aconteceu alguma coisa logo depois que um dos soldados matou 2 dos macacos com um tiro só e toda a ameaça sumiu. Acho que eles fugiram por algum motivo, mas não sei ao certo.

Só sei que foi a sorte daquele grupo, todos estavam feridos, as vestes avariadas, faltou muito pouco para todo mundo ali bater as botas, mas os macaquinhos devem ter tido dó e saíram de lá.

Depois da nave pousar foi mais do mesmo, e o sangue rolou solto no planeta.

Adendo de última hora: o soldado que matou os dois macacos e ficou fugindo, se escondendo e dando tiros de longe durante toda a missão foi recomendado para a Crimson Sword. Ele estava jogando cartas! Ele era o batedor que quase tropeçou em uma fogueira apagada e não viu, que passou reto numa árvore com sinais esculpidos! Perdi o respeito por portadores da Crimson Sword.

Anúncios

Written by Itiro

março 6, 2009 at 1:32 pm

Publicado em Actual Play, Independentes

3:16 Carnificina nas Estrelas – relatório oficial

leave a comment »

+++++++++ Início da Transmissão+++++++++

Diário de bordo da 16a. Brigada da 3a. Divisão das Forças Expedicionárias da Terra, relatório de campanha Goya.

Conforme os precisos dados dos relatórios do depto. de Inteligência, entramos na órbita do planeta Goya em 0545 e enviamos a equipe do Sgto. Jared para averiguação inicial do terreno e preparação da ZP para o restante das tropas.

O time foi lançado ao solo em 0731 e seguiu rumo a área demarcada sem maiores problemas.

O primeiro encontro com os ferozes nativos se deu em 0824 e tudo foi tratado exatamente como dita o manual de operações em solo das FET.

Em encontros posteriores os nativos demonstraram uma grande capacidade de mimetismo com o meio ambiente e utilizaram-se desta vantagem para usar táticas de guerrilha com emboscadas e armadilhas. Apesar disso a equipe do Sgto. Jared não sofreu nenhuma baixa e a operação seguiu como planejada.

Com a ZP preparada, pousamos o resto das forças e seguimos com a campanha conforme os manuais.

Pela participação na campanha todos os membros receberam a medalha de Goya, os feridos a medalha de mérito em combate. Por seu importante papel na segurança da ZP na última carga dos nativos recomendamos o soldado Tooley para a Crimson Sword

Capitão Nicolai Alexandorovitch
3:16 Semper Fi

+++++++++ Fim da Transmissão+++++++++

Written by Itiro

março 6, 2009 at 12:29 pm

Publicado em Actual Play, Independentes